Öèôðîâàÿ ðåïðîäóêöèÿ íàõîäèòñÿ â èíòåðíåò-ìóçåå gallerix.ru

“The best known event in Phryne’s life is her trial. Athenaeus writes that she was prosecuted for a capital charge and defended by the orator Hypereides, who was one of her lovers. Athenaeus does not specify the nature of the charge, but Pseudo-Plutarch writes that she was accused of impiety. The speech for the prosecution was written by Anaximenes of Lampsacus according to Diodorus Periegetes. When it seemed as if the verdict would be unfavourable, Hypereides removed Phryne’s robe and bared her breasts before the judges to arouse their pity. Her beauty instilled the judges with a superstitious fear, who could not bring themselves to condemn ‘a prophetess and priestess of Aphrodite’ to death. They decided to acquit her out of pity.”

Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Phryne


Imagem: Phryne diante do Aerópago, de Jean-Léon Gérôme. 1861

Anúncios

carne de e.t


I prefer the time of insects to the time of stars.” – Wislawa Szymborska, ‘Nothing Twice’.

Enquanto caminha pelo parque num domingo ensolarado, Casemiro pensa no futuro.

Ao olhar para a maneira despreocupada com que os pais brincam com seus filhos, todos portando sorrisos em seus rostos, quentes como o calor que faz naquele dia, ele imagina um futuro diferente, sombrio, impessoal, cheio de rancor, ressentimento, tédio e desespero. Contemplando um casal de namorados trocando carícias em um banco só para os dois, Casemiro é preenchido por uma certeza cada vez mais cabal de que, neste futuro que começa a tomar forma em sua mente, a vida terrestre será uma sucessão de tragédias monótonas e asquerosas, bem diferentes daquele cenário que ele tem no momento à sua volta.

Continuar lendo

o efeito forer

A primeira vez que ouvi falar sobre “validação subjetiva” deve ter sido em uma reportagem na Revista Galileu. O artigo dedicava-se a abordar o fenômeno como um viés cognitivo capaz de localizar em sistemas reais uma quantidade de informação compatível com o sistema de crença pessoal de cada um, ao mesmo tempo em que transforma em ruído qualquer informação que contrarie a lógica embutida no resultado de tal operação. Resumindo: uma estratégia psicológica pra validarmos coisas em que já acreditamos, recolhendo e interpretando arbitrariamente informações que parecem se adequar àquilo que queremos. Os inúmeros casos de paranoia social e a reincidência de teorias da conspiração seriam demonstrações genéricas e vulgares deste fenômeno, além de, claro, qualquer outro tipo de ideologia contemporânea que ouse adquirir alguma popularidade na Internet.

Continuar lendo